Sugestões

Livro «Nascidos para Correr»

14 abril 2021
2 min
João Viegas, Director da PRO RUNNERS, deixa-lhe uma sugestão de leitura.
---

“A Corrida de Fundo era venerada porque era indispensável; era o meio de sobrevivermos e de prosperarmos e de nos espalharmos pelo planeta. Corria-se para comer e não ser comido; para encontrar uma parceira e a impressionar, e com ela se corria para começar uma nova vida a dois. Era preciso gostar de correr, ou não se viveria para gostar de mais nada.”

Este texto foi extraído do livro “Nascidos para Correr”, da autoria de Christopher McDougal que “devorei” em poucos dias. Foi considerado o melhor livro de corrida do ano pelo Washington Post, pela Forbes Magazine, elogiado pela imprensa mundial e por alguns dos melhores atletas do mundo.
Na sua 6.ª edição em Portugal, sem dúvida que para quem corre é um obra a não perder, pela história fantástica e divertida, pela síntese científica e o que nos diz sobre as nossas capacidades atléticas, da nossa força mental e finalmente pela paixão do autor que partiu à descoberta dos Índios corredores no Canyon Mexicano.

A história lendária mas real, é baseada numa tribo secreta de ultra-corredores e da mais espectacular corrida do mundo. Os Taharumara, ou Rarámuri, sobrevivem há séculos nas altas montanhas do México, em pequenas comunidades familiares e percorrem, de uma vez, centenas de quilómetros a pé.

Correm descalços ou com sandálias e não têm treino específico, pois as suas deslocações com os rebanhos e restantes trabalhos diários são suficientes. Os treinos longos são substituídos por longas distâncias por trilhos, apenas para chegarem à povoação mais próxima.

A sua primeira corrida no estrangeiro foi nos EUA e este é comentário do New York Times: “Aqui estavam estes tipos pequenitos de sandálias que nunca sequer tinham treinado a sério para a corrida. E deram cabo de alguns dos melhores corredores de longa distância do mundo”.

A Netflix tem um documentário de 28 minutos, intitulado “LORENA, la des pies ligeros”, sobre a tribo Rarámuri e a história de uma jovem que corre sempre de sandálias e com as suas compridas saias. Actualmente tem 26 anos e já participou em algumas provas internacionais, tendo inclusivamente obtido o 3.º lugar no escalão sénior nos 102km do BlueTrail nas Canárias.

Vale a pena ler e ver!

---
João Viegas
Partilhar